DICAS ÚTEIS

 

INFORMAÇÕES TÉCNICAS PARA AGÊNCIAS, DESIGNERS E GRÁFICAS

Com o objetivo de esclarecer dúvidas técnicas nas criações de arquivos, orçamentos ou fechamento de pedidos, estamos disponibilizando algumas informações para assegurar a qualidade final dos produtos impressos. Caso não tenha encontrado a informação que necessita, entre em contato conosco e converse com a nossa área técnica.

  • Manter margens mínimas de 4 mm, minimizando variações de corte.
  • Converter todas as fontes em curvas ou anexá-las no arquivo.
  • Imagens devem ter resolução de 300 dpis e estar sempre em CMYK;
  • Caso existam textos e desenhos em RGB, substituir por CMYK;
  • Evite utilizar fios de contorno em cartões plásticos de PVC, nos demais materiais, caso seja necessário, manter margem mínima entre o contorno e a borda de 4 mm.
  • Sempre que possível, substitua retículas ou degradês por pantones chapados. Isso melhora a qualidade de definição na impressão.
  • Caso utilize CMYK, consulte nosso departamento técnico para maiores detalhes antes de finalizar o layout.
  • Cores escuras, como o preto por exemplo, impressas em PVC Cristal (transparente) ressaltam os riscos na superfície. Procure substituir por branco ou outras cores claras.
  • O formato padrão dos Cartões em PVC é 8,6 x 5,4 cm. O corte é feito com uma ferramenta de corte.
  • Outros formatos são possíveis, porém será necessária a utilização de facas para corte e vinco, o que pode reduzir o acabamento e a qualidade do corte.
  • Devido ao processo serigráfico, imagens, fotos e degradês são reproduzidos com pontos (retículas) que ficam visíveis nos impressos pequenos, como cartões de visitas por exemplo. Os tamanhos desses pontos variam de acordo com o formato do material e são definidos através da escolha das “lineaturas”. Quanto maior a lineatura, menores serão os pontos. Os banners utilizam lineaturas pequenas, ou seja, os pontos serão maiores pois esse material normalmente é visto a uma distância maior do que uma etiqueta adesiva por exemplo.
  • Matérias-primas fornecidas pelos clientes para impressão, exigem sempre testes prévios de aderência e adequação técnica (viabilidade) de produção.
  • Chapas de PS (poliestireno), PP (polipropileno) e outros plásticos exigem tratamento especial prévio de fábrica para possibilitar a aderência de tinta.

 

Impressão Convencional x Impressão UV (ultra-violeta)

A impressão em “serigrafia UV” tem suas tintas secas por uma luz rica em raios Ultra Violeta. Isto permite a reprodução de desenhos e letras muito pequenas, detalhes e retículas (degradês) com uma fidelidade e resolução maiores que a serigrafia convencional.

Além disso todo o processo de produção é acelerado pela secagem instantânea o que permite a impressão simultânea de outras cores ou empilhamento e o encaminhamento para o acabamento imediatamente após o término da impressão. A impressão UV é indicada quando se exige rapidez, quando o material possui laminação fosca ou brilhante ou quando se necessita de brilho, proteção ou efeitos especiais. Exemplos: verniz UV brilho, verniz UV texturizado, verniz UV glitter, verniz aromáticos, etc… Além disso, existem tintas pantones, cores metalizadas, entre outras.

 

Raspadinhas

Recomendamos alguns cuidados na produção deste material:

  1. O impresso deve ser feito em off-set convencional utilizando papel triplex ou couchê 250 gr no mínimo, de preferência com impressão também no verso. No caso de premiação, indicamos utilizar papéis mais encorpados e mais opacos. Tudo isso com o objetivo de evitar ao máximo a transparência no verso do material.
  2. É necessário aplicação de LAMINAÇÃO brilhante, de preferência, ou fosca (sujeito à teste prévio) antes da impressão da raspadinha, não sendo recomendado o uso de plastificação fosca ou brilho ou verniz UV pois existe o risco da tinta raspável não ter a aderência adequada para a posterior raspagem.
  3. A impressão da raspadinha é feita apenas em um dos lados do impresso, não sendo aconselhável o uso de Tira e Retira (frente e verso), pois pode causar danos (riscos) no verso durante o processo de impressão, devido à tinta ser sensível ao atrito.
  4. Cuidado no manuseio das folhas impressas com a tinta raspável, principalmente no momento do corte. Não recomendamos cortar ou dobrar na área de tinta raspável com risco de danificar a impressão, devido à carga de tinta muito elevada.
  5. As áreas raspáveis devem ser no mínimo 1 mm maior para todos os lados da imagem a ser coberta, afim de minimizar as variações de registro e cobrir totalmente a informação.
  6. Não deve ser utilizada impressão com jato de tinta, off-set digital para os dados variáveis, pois o relevo deixado pela tinta nestes processos, dificulta a cobertura e possibilita a visualização da informação a ser escondida.
  7. Recomendamos o uso de cores claras ou retículas para a impressão dos dados variáveis, evitando-se a cor preta, afim de facilitar a cobertura completa pela tinta raspável.
  8. Evite plastificar o papel frente e verso, isto pode causar “blocagem” (folhas podem grudar uma nas outras), dificultando a impressão e criando risco de danificar a tinta raspável. Caso isso seja realmente necessário, indicamos fazer intercalação com folhas sulfites ou papel jornal (sem impressão). Esta situação deverá ser avisada com antecedência pois aumentará o prazo de execução da impressão da tinta raspável e alterará o valor do orçamento.
DICAS PARA COLAGEM DE ADESIVOS

Independente do tipo de ADESIVO a ser colado, a superfície deverá estar isenta de qualquer impureza ou produtos químicos como ceras, graxas, suor das mãos, etc. Isto dificulta ou até impede a aderência da cola no substrato, por melhor que seja a qualidade do adesivo. Indicamos a limpeza prévia da superfície com Álcool Isopropílico para a total remoção de qualquer impureza. Para superfícies muito porosas ou com dificuldades de aderência, como isopor por exemplo, sugerimos o uso de um “primer” ou também chamado “promotor de aderência, na superfície antes de aplicar o adesivo. Importante verificar com o fornecedor deste produto, qual o tipo mais adequado e as instruções corretas de aplicação. Esse primer irá preparar a superfície e ajudará a potencializar a cola do adesivo. Sempre recomendamos que os clientes façam testes prévios com os adesivos nas superfícies onde desejam colar para se assegurarem do resultado que esperam. Conheça nossos adesivos e etiquetas clicando AQUI.

Para maiores informações e esclarecimentos, consulte a nossa área técnica.